quarta-feira, 29 de junho de 2016

Por que a barriga ronca quando está vazia?

Aquele famoso e, às vezes, constrangedor barulho parecido com um ronco que nossa barriga costuma fazer, principalmente, quando está vazia é causado pela movimentação de bolhas de ar e líquidos dentro do estômago e do intestino delgado (composto pelo duodeno, jejuno e íleo).
Juntos, eles fazem parte de nosso trato gastrointestinal, que é um conjunto de órgãos e estruturas responsável por digerir alimentos, absorver nutrientes e eliminar o que o corpo não precisa. 
Por serem formados por uma estrutura lisa, esses órgãos precisam fazer uma espécie de contração muscular, conhecida como movimentos peristálticos, para provocar o avanço do conteúdo que está dentro deles (como os líquidos e alimentos).
O problema é que além da comida e dos líquidos, bolhas de ar também se acomodam no interior desses órgãos. Durante os movimentos peristálticos, essas bolhas se movimentam, causando o barulho. 
E tudo fica em alto e bom som porque quando a musculatura do estômago se contrai, as paredes do abdômen se transformam em um "amplificador do som". Por isso, em pessoas magras esses sons ficam ainda mais perceptíveis, já que possuem uma camada de gordura menor.
Embora o "ronco" possa acontecer a qualquer momento, ele é mais comum nos períodos em que passamos muito tempo sem comer. Isso acontece porque, quando estamos com fome, há menos alimento e mais bolhas de ar no interior desses órgãos.
Além disso, quando não estamos comendo, os movimentos peristálticos dos órgãos se intensificam para limpar o intestino de resíduos de comida e restos de secreção digestiva, deixando-o preparado para a próxima refeição. Com mais movimentos, mais bolhas de ar e menos comida, as chances de "passarmos vergonha" com aquele barulhão aumentam.
E o ronco pode aparecer até mesmo durante a digestão, já que ao nos alimentarmos, ingerimos ar com a bebida e a comida. Quando o ar passa pelo tubo digestivo, ele se junta aos líquidos e também causa o barulho.

Como evitar

Embora seja algo natural do organismo, algumas atitudes simples podem ajudar a reduzir os sons.
A primeira delas é não passar muitas horas em jejum. Procure comer a cada três horas. Mastigar bem os alimentos também ajuda a misturar melhor os sólidos e os líquidos e não produzir tantos gases.
Especialista consultada: Luciana Camacho-Lobato, gastroenterologista da Unifesp

Ludmila Scura pelada na Sexy de novembro

foto-14foto-6foto-5

Fotos de Ludmila Scura pelada para a Revisa Sexy. A modelo paulista mostra seu corpo natural com curvas perfeitas e delicadas no recheio da edição de novembro da publicação masculina.

Janaína Paschoal explica por que perícia reforçou denúncia contra Dilma


 

SUGESTÃO DE PAUTA

 

Segue em anexo sugestão de pauta da prefeitura de Rolim
de Moura (RO), para possível acompanhamento da VI Conferência das Cidades, a ser realizado nesta
quinta-feira (29/06), às 8h, no auditório da Farol.


Atenciosamente,

Fernanda Sol
Diretora de Imprensa

Conheça a criatura mais solitária do planeta, isolada no Buraco do Diabo / Matt Walker - BBC Earth

Peixes cachorrinhos do Buraco do Diabo

Um peixinho ostenta um dos apelidos mais incríveis de todas as criaturas da Terra.
Cyprinodon diabolisconhecido como peixinho-do-buraco-do-diabo, sobrevive em um dos lugares mais secos do mundo, o Deserto de Mojave, nos Estados Unidos.
Estas criaturas não medem mais que 2,5 cm e estima-se que existam apenas 50 delas.
Mas talvez o mais surpreendente seja que, desde seu aparecimento no mundo, milhares de anos atrás, a existência desta espécie se resumiu a um espaço equivalente à da sala de uma casa.
Isto faz desses peixinhos os mais raros vertebrados aquáticos do mundo. Uma espécie isolada e solitária na Terra.

ACREDITANDO NO QUE FAZ

Alguns professores de uma faculdade de engenharia foram convidados a entrar em um avião. 
Após todos se acomodarem confortavelmente, eles foram informados de que o avião havia sido construído por seus alunos. 
Todos eles se levantaram e correram desesperadamente para fora do avião, quase em pânico.
Somente um professor permaneceu sereno e sentado em seu lugar. 
Quando lhe perguntaram o motivo de tanta calma, ele explicou: 
- Sei da capacidade dos meus alunos. Se foram eles que construíram, tenho total confiança e absoluta certeza de que essa merda não vai nem dar a partida...

ELEIÇÕES 2016

Na pré-campanha eleitoral para prefeito em Rolim de Moura nessas eleições municipais de 2016, existes cinco pré-candidatos disputando o voto popular em igualdade de condições. 

Nesse momento qualquer previsão é mera especulação. Vejamos os candidatos: o atual prefeito Luizão do Trento; o vereador Rodnei Paes; o empresário Zé da Jodan; o Bombeiro Militar Adriano Bombeiro e o servidor público Adilso Júlio. 

Portanto tudo indica que dessa vez Rolim de Moura terá cinco candidatos disputando a vaga de prefeito em igualdade de condições. Isso é bom, pois o eleitor tem várias opções para escolher em quem votar.


Permanecendo esse quadro que se apresenta no momento, o prefeito   leva uma pequena  vantagem dos demais, pois os outros candidatos vão  tirar poucos votos seus, a disputa será mais acirradas é entre eles e quem ganha com isso é Luizão. 


Luizão tem ainda a seu favor, está fazendo uma administração razoável em tempo recorde. Pois recebeu uma prefeitura  cheia de problemas e com um agravante, sem recursos financeiros e sem projetos. 


A prefeitura estava igual a música do Caetano Veloso, sem lenço sem documento, sem nada no bolso ou na mão e o prefeito em menos de um ano a colocou no rumo certo. 


Isso na hora de votar vai contar ponto para o Luizão. Com certeza  o eleitor vai se lembrar desse detalhe e a tendência é optar pelo o que está dando certo.

Ele, o eleitor vai se perguntar: para que tirar quem ta dando 

certo? mudar por que? por que mudar? ..



 A um ano do início da campanha eleitoral para a sucessão da Prefeitura de Belo Horizonte, a disputa está totalmente em aberto. Pesquisa encomend

terça-feira, 28 de junho de 2016

Ministério da Cultura falhou na fiscalização da Lei Rouanet, diz PF

28/06/2016 13h53 - Atualizado em 28/06/2016 16h55

 

Empresas se beneficiavam com isenção fiscal e superfaturamento.
Mais de 250 projetos foram identificados com indícios de fraudes.

Tatiana SantiagoDo G1 São Paulo


A Polícia Federal afirmou nesta terça-feira (28) que o Ministério da Cultura (Minc) falhou na fiscalização da Lei Rouanet. Ao todo, 14 pessoas foram presas durante a Operação Boca Livre que desarticulou grupo que atuava no Minc desde 1991 e conseguiu aprovação de R$ 180 milhões em projetos fraudulentos com recursos da lei.
"O fato é que houve [falha]. A investigação demonstrou que houve, no mínimo, uma falha de fiscalização no Ministério da Cultura, uma vez que o grupo investigado, ainda que tenha sido detectado eventuais falhas de projetos, ele continuou contratando, obtendo a aprovação de projetos junto ao Minc", afirmou o delegado Rodrigo de Campos Costa.
O grupo investigado apresentava projetos no Ministério da Cultura para captação de recursos na iniciativa privada. Após aprovação do projeto pelo Minc, o grupo procurava grandes empresas atrás de patrocínio.
Segundo o Ministério Público Federal (MPF), as empresas patrocinadoras de eventos realizados com verbas da Lei Rouanet ganhavam duplamente no esquema, "na medida em que elas já eram beneficiadas com as deduções de imposto de renda", disse a procuradora Karen Kahn.
A maioria dos projetos era superfaturada, e o valor a mais obtido era revertido para o próprio grupo e para patrocinadores. "Era um toma lá dá cá. Era uma forma de elas aumentarem os seus lucros aproveitando esse superfaturamento que acabava sendo revertido em seu próprio proveito”, afirmou. Mais de dez empresas foram investigadas.
O desvio ocorria também por meio de apresentação de notas fiscais relativas a serviços/produtos fictícios (como o que aconteceu com o sertanejo Leo Rodriguez), projetos duplicados e contrapartidas ilícitas realizadas às incentivadoras.

Maria do Rosário é hostilizada em Porto Alegre

 

Maria do Rosário, a eterna defensora dos “dimenor”, ex-ministra de Direitos Humanos do governo Dilma e atual deputada Federal pelo PT do Rio Grande do Sul, foi recebida sob fortes vaias e xingamentos em Aeroporto de Porto Alegre, no ultimo dia 17, quinta-feira.
Durante o vídeo é possível observar o claro desconforto e aparente desespero da deputada, que por algumas vezes diz “eu só quero sair”. 

Raupp pede ao ministro do Planejamento agilidade na transposição dos servidores

O senador Valdir Raupp pediu ao Ministro do Planejamento, Diogo Oliveira, agilidade na transposição dos servidores de Rondônia para os quadros da União, em cumprimento à Emenda Constitucional nº 60 de 2009.

Solicitei ao ministro que sejam transpostos, por semana, cerca de 200 servidores. Com esta medida, os 10 mil servidores aptos serão transpostos para a União, até o próximo ano, ressaltou o senador, que foi relator do projeto da transposição.

O senador Raupp lembrou que todos os obstáculos em relação à transposição foram retirados e esclarecidos. O último foi a definição do Regime de Previdência dos servidores transpostos.

Neste aspecto, o senador afirmou que ele e a deputada federal Marinha Raupp  trabalharam junto à Advocacia Geral da União(AGU) que deu um parecer  definindo que  os servidores poderão optar pelo antigo regime previdenciário da União – RGPS ou pelo regime atual da União – FUNPRESP.

Os servidores não podem mais esperar, muitos estão prestes a se aposentar  e o governo federal tem que dar mais agilidade na transposição. Precisamos fazer justiça com esses servidores que ajudaram a construir o estado de Rondônia, disse o senador Valdir Raupp.

O senador destacou, ainda, que presidiu a Comissão Mista da Medida Provisória(MP) nº 660/2014, que regulamentou os dispositivos da Lei 12.800/2013, que reintegrou os servidores de Rondônia aos quadros da União.

A audiência ocorreu nesta quinta-feira, 23, em Brasília e contou também  com as presenças dos integrantes da Comissão Especial que analisa os processos de enquadramento dos servidores.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Estamos todos na campanha contra a Chikungunya, Zika etc. Com música, fica mais fácil compreender a mensagem. Vejam o vídeo.

 



POR - VITOR OLIVEIRA

Alunas da Escola Polo José Veríssimo visita câmara de vereadores



O presidente da câmara de vereadores de Rolim de Moura, João Rossi Junior (PTB) recebeu na manhã desta segunda-feira, 27, a visita da produtora rural e líder da linha 172 lado sul, Neusa Rodrigues da Silva. A moradora da zona rural estava acompanhada das adolescentes, Ana Alice da Silva Sávio e Lorraine Dias de Moraes, alunas da Escola Polo José Veríssimo, localizada na RO 010, esquina com a linha 176.

Dona Neusa vem se configurando como ferrenha defensora da unidade escolar que representa e nas últimas semanas tem convocado a imprensa do município e as autoridades constituídas, para mostrar a realidade vivida por alunos e servidores da unidade escolar. Para Neusa Rodrigues a visita realizada ao presidente da câmara tem o objetivo de incentivar os moradores mais jovem do município à acompanhar os meandros da política local, conhecendo desde cedo as esferas da administração e a função de um vereador.



“É necessário acompanhar estes adolescentes para que eles também peguem gosto pela luta nas defesas de nossos direitos”, destacou. Já o vereador Juninho a visita de uma pessoa com a liderança da Dona Neusa representa a preocupação dos munícipes com a situação do município. Juninho lembrou a produtora rural tem mostrado uma importância muito grande, na busca pela solução dos problemas vividos na Escola José Veríssimo e muitos avanços conquistados são frutos das reivindicações dela.

“A visita dela com as alunas da escola municipal é importante para que elas já cresçam conhecendo de perto como funciona a política do município. Nossos gabinetes estarão sempre de portas abertas para visitas como esta”, garantiu o presidente agradecendo a Neusa Rodrigues da Silva.



Nota de Pesar: OAB Subseção Rolim de Moura lamenta morte de policial militar

NOTA DE PESAR
Nota de Pesar: OAB Subseção Rolim de Moura lamenta morte de policial militar
A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Rolim de Moura manifesta seu luto e pesar pela morte do Soldado PM RODINEI ALBERTO CANELA, ocorrido na madrugada deste domingo, 26 de junho de 2016, na cidade de Campo Novo de Rondônia.
O soldado foi incluído na Polícia Militar de Rondônia em 26 de dezembro de 2012. Por quase quatro anos prestou seus serviços a sociedade rondoniense no 7º Batalhão de Polícia Militar, bem como no Batalhão da Policia Militar de Rolim de Moura – 4º Batalhão. Tinha 35 anos, era natural de Rolim de Moura – Rondônia.
Esperamos que os autores do atroz e repugnante crime sejam, dentro do que diz o direito pátrio, punidos com a devida resposta penal as suas condutas.
A OAB/RO – Subseção de Rolim de Moura, neste momento de dor e consternação, solidariza-se aos seus familiares e amigos enlutados.
REGIANE T. STRUCKEL
OAB/RO 3.874
Presidente da Subseção da OAB – Rolim de Moura


Postada em 27/06/2016 18:20hrs
Fonte: Do Rolnews

Mais uma ação de limpeza do Rio Machado, dessa vez foi no domingo 26/06

Aconteceu domingo, 26/06, a ação de limpeza do Rio Machado, dessa vez a base de apoio foi na  na chácara Silverado, na BR-364 KM 05, sentido Presidente Médici. Foi grande a quantidade de lixo/entulho recolhido pelos participantes, como também foi grande o número de pessoas participando. Muitas pessoas que la estiveram levaram seus familiares e amigos. Teve gente que foi no sábado e montou acampamento e até a hora que vim de la ninguém falava em vir embora. Teve costelão na brasa, som ao vivo, com a banda BlueRay e sorteio de prêmios para quem estava inscrito. Quero agradecer ao Silveira da padaria Pão de Açúcar, pela atenção que me deu e também parabeniza-lo por ter disponibilizado sua chácara para que o evento acontecesse.

LEI SECA ou FÁBRICA DE MULTAS

Sempre fui favorável a Lei Seca sua implementação com barreiras, blitz e ou ações por parte das autoridades responsáveis pelo trânsito de nosso Estado. Falei sempre fui favorável e continuo sendo mesmo contrariando boa parte da imprensa e de muitos amigos que me advertiam dizendo “as Blitz da Lei Seca são na verdade uma forma do Detran roubar licitamente (sic) o dinheiro do povo”. Nunca acreditei nisto e meus ouvintes diários do programa “Pinga Fogo” na rádio ou na televisão são testemunhas disto, tenho defendido as Blitz entendendo que eram para tirar motoristas bêbados das ruas ou da direção.

Sábado a meia noite definitivamente mudei de ideia, sentí na pele o que sofre alguém nas garras do Detran sedento por dinheiro. Fui abordado em Rolim de Moura por uma blitz, como em outras oportunidades, apresentei documentos, convidado para fazer o teste do Bafômetro, soprei, mesmo voltando de uma festa o resultado, como sempre, deu 00 “Zero” de álcool, eu não havia bebido.
Decepcionados por não poder multar no bafômetro, seis agentes, policiais e não sei mais quem ao redor do veículo Toyota  SW4 foram à procura de alguma outra infração, procuraram, procuraram, procuraram, enfim produziram uma.

A luz baixa do farol afirmaram ser de xênon ou led, argumentei que não era nem led ou xênon e sim uma lâmpada halogena (H11) que já vem instalada originalmente de fábrica pela Toyota. Começaram várias reuniões entre a equipe, cada um mais entendido sobre o assunto que outro, uns dizendo que era legal, pois era original de fábrica, outros que não. Depois uma longa espera, de discussão (entre eles) veio o veredito final, Autuar.
Fui multado, não colocaram a real razão, simplesmente escreveram “conduzir veículo com equipamento do sistema de iluminação alterado” e ainda um “babaca” falou, você pode recorrer a JARI. Recorrer? Se os Faróis são originais da Toyota. Se o veículo passou pela inspeção do próprio Detran.

O triste não é ser multado de forma intencional para cumprir metas, o triste é ver a arrogância de alguns agentes, o abuso de autoridade, o despreparo, o desrespeito, a incompetência e se aproveitam da total vulnerabilidade do cidadão.

Como posso discutir meus direitos se de um lado tem um agente fiscal com a caneta e o talão de multa na mão e do lado está um policial com um revolver na cinta, ou é multado ou é preso, mesmo estando certo, meus direitos e argumentos foram para o lixo.

Nos meus 64 anos, mais de 40 anos habilitado, já dirigi milhares de km neste Brasil e em vários outros países do mundo, já fui multado por diversas vezes (velocidade, estacionamento etc.) nunca reclamei nem desrespeitei os agentes de trânsito quando estava errado, paguei as infrações, mas não posso concordar em transformar uma causa nobre como a Lei Seca em uma fonte de renda para pagar diárias e diárias para policiais e agentes apadrinhados do Detran.

Aos meus amigos e ouvintes peço perdão em fazê-los acreditar que as operações e blitz da Lei Seca eram sérias com o intuito simples de tirar bêbados do trânsito, me enganei, agora eu percebi, é uma verdadeira Fábrica de Multas.
ARNO VOIGT
Programa “Pinga Fogo”
Rádio Rolim FM / SBT

Astronauta americano cresceu 5 cm em menos de um ano no espaço

O astronauta Scott Kelly, o americano que mais tempo permaneceu em uma missão na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), cresceu 5 centímetros no período em que ficou no espaço (340 dias), segundo foi informado nesta sexta-feira (4) à imprensa local.O norte-americano Scott Kelly (Foto: Kirill Kudryavtsev / Pool / via AFP Photo)
A coluna de Scott, que retornou na quarta-feira desta semana à Terra, após completar com sucesso a missão espacial, esticou pela quase ausência de gravidade.
Na Terra, a força gravitacional comprime os ossos mas, no espaço exterior, sua quase ausência permite a expansão dos discos da coluna vertebral, segundo relata a emissora "CNBC".
No entanto, algumas horas depois de voltar à Terra, Scott recuperou sua forma original e voltou a ser exatamente igual em altura que seu irmão gêmeo, Mark, astronauta aposentado, segundo confirmou a "CNN" com os irmãos.

CURTO E GROSSO

Um velhinho entrou na sala de espera de um consultório médico. 
- Bom dia senhor, qual o seu problema? 
- O meu problema é no pau, minha senhora. 
A recepcionista meio desajeitada: 
- O senhor não devia dizer uma coisa dessas, numa sala de espera cheia de gente! Causa embaraço aos outros doentes! O senhor devia ter dito que estava com um problema na orelha, por exemplo, e depois falar a verdade ao doutor, lá dentro do consultório. 
O homem retirou-se da sala, esperou alguns instantes e depois entrou de novo. 
A recepcionista sorriu e perguntou: 
- Sim? 
- Estou com um problema na minha orelha! 
A recepcionista fez um aceno de aprovação e sorriu toda triunfante. 
- E qual é o problema da sua orelha, senhor? 
- Arde pra caralho quando eu mijo...

DIRETO AO PONTO

OU DÁ OU DESCE

Pelo  visto pouca coisa ou quase nada mudou no planalto central, digo no Congresso Nacional. para continuar no cargo o presidente em exercício Michel Temer tem que atender todo tipo de pedido pór parte dos senadores. Os pedidos vão desde  disputas locais a indicações para cargos em estatais e até para o comando do BNDES – o maior banco financiador de empresas do brasil. 
Segundo denuncia do senador Roberto Requião (PMDB-PR), que é contrário à saída da presidente a fastada   Dilma Ruosseff, om presidente Michel Temer tem recebido parlamentares no Palácio do Jaburu para almoços, jantares e reuniões, marcados muitas vezes fora da agenda oficial, onde a agenda tratada  nada mais é do que uma lista de demanda. 
S ó para citar um único  exemplo, segundo relatos de três senadores próximos a Temer, é do senador Hélio José (PMDB-DF). Disse que ele pediu 34 cargos, entre os quais a presidência de Itaipu, Correios, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e até o comando do BNDES. A o presidente fica na berlida, se mder não govenna, se não der perde o cargo. É como diz o ditado; ou dá ou desxce.

Reverberação

Todo tipo de onda sofre reflexão, refração, difração e interferência e a onda sonora não é uma exceção. Porém uma onda sonora não pode ser polarizada, por ser uma onda longitudinal, e não transversal.
A reflexão do som pode dar origem ao reforço, à reverberação ao ainda ao eco.
A ocorrência desses fenômenos se dá pela percepção humana dos fatos, por exemplo ao pisarmos em um caco de vidro ou ao batermos o braço em uma parede, mesmo após o termino do estímulo sentimos dores ou incômodos múltiplos. Estes fenômenos sonoros ocorrem por que o ouvido humano só consegue captar e processar ( ou seja, distinguir) sons que são produzidos em um intervalo maior que 0,1s ( um décimo de segundo).
Se o obstáculo que refletir o som estiver muito próximo, o som produzido e o refletido chegam ao ouvido ao mesmo tempo ( intervalo muito pequeno), o ouvinte então perceberá um som mais forte, pois o som emitido foi reforçado pelo refletido, a isso se da o nome de reforço.
Quando o obstáculo está um pouco mais afastado, de modo que a som emitido e o som refletido têm um intervalo de tempo menor que 0,1s ocorre o fenômeno da reverberação. Nesse caso ao receber dois estímulos do mesmo tipo em menos de 0,1s o ouvinte tem a sensação que o som ainda não foi extinguido. Fenômenos deste tipo são importantes em auditórios, para que o ouvinte sinta-se mais seguro do que ouviu.

VOCÊ SABE O QUE É DELAY?

Delay é o termo técnico usado para designar o retardo de sinais em circuitos eléctronicos, geralmente o atraso de som nas transmissões via satélite. Tempo de atraso de um sinal, em reverberação, eco, ou em equipamentos eletrônicos em geral. É aquela paradinha clássica entre a pergunta do apresentador e a resposta do repórter de rua. 

Juliane Almeida

Divulgação  /Divulgação