terça-feira, 21 de outubro de 2014

ELEIÇÕES 2014

Foto: Um domingo de muito aprendizado e alegria. Foi assim o dia de hoje, na companhia do senador Aloysio Nunes, que é vice na chapa de Aécio Neves à presidência da República. Fiquei muito feliz com as palavras dele que deram um estímulo a mais em todos nós e renovaram a nossa convicção de que o Brasil e Rondônia podem ter dias melhores. Isso só depende de nós. Vote 45 e faça a mudança! #mudajá
Um domingo de muito aprendizado e alegria. Foi assim o dia de hoje, na companhia do senador Aloysio Nunes, que é vice na chapa de Aécio Neves à presidência da República. Fiquei muito feliz com as palavras dele que deram um estímulo a mais em todos nós e renovaram a nossa convicção de que o Brasil e Rondônia podem ter dias melhores. Isso só depende de nós. Vote 45 e faça a mudança! #mudajá 

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

ELEIÇÕES 2014

Uma tremenda molecagem!

 

Uma das chaves do sucesso de Lula é a coragem de dizer o que lhe apetece – às favas a verdade.
Lula (Foto: Felipe Rau / Estadão Conteúdo / AE)Lula (Imagem: Felipe Rau / Estadão Conteúdo / AE)

Ricardo Noblat
Qual Lula é o verdadeiro?
O bem educado que aparece no programa de propaganda eleitoral de Dilma na televisão, defende os 12 anos de governos do PT e, ao cabo, sorridente, pede votos para reeleger sua sucessora?
Ou o moleque de rua que pontifica em comícios país a fora, sugerindo, sem ter coragem de afirmar diretamente, que Aécio é capaz, sim, de dirigir embriagado, agredir mulheres e se drogar?
O segundo é o mais próximo do verdadeiro Lula. Digo por que o conheço desde quando era líder sindical. Lula é uma metamorfose ambulante. Não foi ninguém quem o disse, foi ele quem se rotulou assim.
A esquerda tudo perdoaria a Lula desde que chegasse ao poder. Chegou, cavalgando-o. Uma vez lá, se corrompeu. Quanto a ele... Não sabia de nada. Nunca soube.
Justiça seja feita a Lula: por desconhecimento de causa e preguiça, ele jamais compartilhou as ideias da esquerda. Assim como ela se aproveitou dele, Lula se aproveitou dela. Um casamento não por amor, mas por interesse.
Na primeira reunião ministerial do seu governo em 2003, Lula se irritou com um ministro e desabafou: “Toda vez que me guiei pela esquerda me dei mal”.
Retifico: ele não disse que se deu mal. Usou um palavrão. Nada demais para o sujeito desbocado que nunca pesou o que diz. Grossura nada tem a ver com infância pobre.
Lula é um sucesso do jeito que é. Mudar, por quê? Todos admiram sua astúcia. Muitos se curvam à sua sabedoria. E outros tantos temem ser apontados como desafetos do retirante nordestino que se deu bem.
Uma das chaves do sucesso de Lula é a coragem de dizer o que lhe apetece – às favas a verdade.
No último sábado, em comício em Belo Horizonte, Lula disse que nunca foi grosseiro com adversários.
Textualmente: “Não tive coragem de ser grosseiro contra Collor, Serra, Alckmin, Fernando Henrique. Pega uma palavra minha chamando candidato de mentiroso e leviano”. É fácil.
Lula chamou Sarney de ladrão. E Itamar Franco de filho da puta.
Resposta de Itamar em maio de 2003: “Gostaria de saber o que aconteceria se a situação fosse inversa, ou seja, se esse indivíduo arrogante e elitista fosse o presidente da República e alguém lhe chamasse disso. (...) Minha mãe se chamava Itália Franco. Mas fosse um filho da p., certamente teria por ela o mesmo amor filial”.
Você pensa que Lula ficou constrangido com a resposta de Itamar? Foi ao velório dele. Assim como foi ao velório de Ruth Cardoso, mulher de Fernando Henrique. Chorando, lançou-se aos braços do ex-presidente.
Pouco antes da morte de Ruth, a Casa Civil da então ministra Dilma montara um dossiê sobre despesas com cartão de crédito do casal FH. Depois, a ministra se desculpou.
Lula não é homem de se desculpar. Nem mesmo quando trata um assessor a pontapés. Como governador de Minas Gerais, no auge do escândalo do mensalão, Aécio lutou para que o PSDB não pedisse o impeachment de Lula. Conseguiu.
Mais tarde, Lula tentou convencê-lo a aderir ao PMDB para disputar a presidência com o seu apoio. Aécio não quis.
De volta ao comício de Belo Horizonte.
Antes de Lula falar, foi lida a carta de uma psicóloga acusando Aécio de espancar mulheres e de ser megalomaníaco. Ele ainda foi chamado de "coisa ruim", "cafajeste" e "playboy mimado".
Por fim, a plateia foi ao delírio ao ouvir Lula dizer sobre o comportamento de Aécio em debates: “A tática dele é a seguinte: vou partir para a agressão. Meu negócio com mulher é partir para cima agredindo”.

Eficaz contra o crime

 

A realidade mostra que a delação já se revelou de grande utilidade em processos que resultaram em condenações ou, no mínimo, na denúncia de envolvidos em crimes.
Paulo Roberto Costa  (Foto: ISTOÉ)Paulo Roberto Costa (Imagem: ISTOÉ)

Editorial de O Globo
Os desdobramentos mais recentes da Operação Lava-Jato, que culminaram com os acordos de delação premiada feitos pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef — ambos presos pela Polícia Federal no curso das investigações sobre uma extensa malha de lavagem de dinheiro, inclusive da estatal —, em troca do abrandamento das penas a que estão sujeitos, trouxeram para o primeiro plano dos grandes temas do momento esse tipo de colaboração de réus com a Justiça.
Os personagens e partidos envolvidos nas denúncias de que dirigentes do PT, PMDB e PP teriam recebido propinas de empreiteiras no curso de negócios feitos com a empresa potencializam o escândalo, e o acordo de delação surge como um dos principais instrumentos de elucidação de casos e acusação contra os envolvidos.
Não é a primeira vez que esse recurso ajuda a polícia, o Ministério Público e a Justiça a resolver casos que pareciam destinados a ser abafados pelas dificuldades de se identificarem culpados.
O próprio instituto já é um antigo aliado da Justiça em diversos países. Nos anos 60, a delação premiada foi fundamental para os Estados Unidos enfrentarem quadrilhas do crime organizado, principalmente cartéis mafiosos, cuja blindagem só desmoronou quando bandidos presos se sentiram estimulados a, em troca de redução de penas, reclusão em prisões especiais e garantias de segurança para suas famílias, delatar os chefões das organizações.
As famiglias italianas também foram desarticuladas graças à colaboração de mafiosos presos que fizeram acordos com a Justiça.
No Brasil, tais acordos também não são uma novidade — ainda que somente tenham se tornado um tema mais discutido a partir dos depoimentos de Costa e Youssef sobre a extensão da rede de corrupção na Petrobras.
Trata-se de um instituto inscrito na legislação desde o início da década de 90, no curso da adoção da Lei 8.072, sobre crimes hediondos. Em 1999, a Lei 9.807 tornou o dispositivo mais explícito. A colaboração também está prevista no Código Penal, na Lei do Crime Organizado, na Lei dos Crimes contra o Sistema Financeiro e outros instrumentos.
Do ponto de vista legal, portanto, a delação premiada acha-se bem ancorada. Resta a questão ética, um ponto sobre o qual se batem adversários da colaboração voluntária como meio para se desvendarem crimes.
Em geral, as críticas têm origem comum em setores que também contestavam, por exemplo, a interceptação telefônica — hoje, devidamente autorizada, aceita pelos tribunais como prova.
A realidade mostra que a delação já se revelou de grande utilidade em processos que resultaram em condenações ou, no mínimo, na denúncia de envolvidos em crimes.
O caso Dorothy Stang, as denúncias de envolvimento de PMs fluminenses de alta patente em casos de extorsão e o mar de lama na Petrobras são exemplos notórios da aplicação desses dispositivo em defesa dos interesses da sociedade.

POR - DENIS FARIAS

Baixe IMG_7700.JPG (1488,1 KB)Baixe IMG_7829.JPG (1495,7 KB)Baixe IMG_7720.JPG (1490,1 KB)ROLIM DE MOURA

Vila Nova e Juventude vencem Copa Integração de futebol amador

Foram 48 equipes, titulares e aspirantes, na disputa da maior competição do gênero na região

Da assessoria

Terminou neste domingo (19) no estádio Cassolão, em Rolim de Moura, a primeira edição da Copa Integração de Futebol Amador. A competição reuniu 48 equipes, aspirantes e titulares, que jogaram entre si durante mais de 60 dias. As partidas finais foram disputadas no estádio municipal, sob os olhares de mais de 500 espectadores que levaram alimentos para a Casa da Criança.
A primeira final aconteceu na categoria aspirante. A partida entre Juventude x Guarani terminou empatada em 1x1 no tempo normal e acabou decidida nos pênaltis. Ao final das cobranças, o Juventude sagrou-se campeão. Já na categoria titular a batalha em campo foi entre Juventus x Vila Nova, que venceu por 2x1, numa partida emocionante.
O presidente da Autarquia Municipal de Esportes, professor Benê Leite, o vice-prefeito Luizão do Trento e o vereador Sérgio Sequessabe participaram da entrega oficial dos troféus e cheques aos vencedores. “Quero agradecer a todos os dirigentes, aos vereadores, cito aqui o Juninho do Frigorífico, pela emenda que nos ajudou e também ao prefeito Cesar Cassol pelo apoio. Muito obrigado a todos”, lembrou Benê.
Ainda no sábado (18) aconteceu a disputa de terceiros e quartos lugares das duas categorias. No aspirante o time do Paraná venceu por 1x0 a equipe do Cidade Alta e ficou com a terceira colocação. No titular os atletas do Paraná voltaram a vencer, desta vez por 2x1 em cima da equipe do Liderança, ficando com a terceira colocação também.
O campeonato também premiou os artilheiros de cada categoria. No aspirante foi Emerson Lucas do Juventude quem brilhou com 9 gols e no titular deu Cristiano “Zói” do Juventus também com 9 gols. Ambos receberam troféus. O mesmo aconteceu com os goleiros que menos tomaram gols. A premiação ficou com Wesley do Liderança (titular/5 gols) e Rogério do Guarani (aspirante/4 gols).Baixe IMG_7817.JPG (1354,0 KB)Baixe IMG_7679.JPG (1330,6 KB)

CNT/MDA: Dilma está numericamente à frente de Aécio

 

Dilma tem 50,5% dos votos válidos, contra 49,5% de Aécio Neves. É a primeira vez que Dilma aparece à frente no segundo turno
Gabriel Garcia
Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o instituto MDA, aponta a candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff, numericamente à frente do candidato Aécio Neves (PSDB): 50,5% dos votos válidos (descontados brancos e nulos), contra 49,5%.
Em relação à intenção de voto, Dilma tem 45,5%, contra 44,5% de Aécio. Divulgada nesta segunda-feira (20), trata-se da primeira pesquisa desta última semana de campanha, e da primeira realizada no segundo turno por tal instituto.
É o primeiro instituto a pôr Dilma à frente de Aécio no segundo turno.
Foi feita ainda avaliação sobre o favoritismo dos candidatos: 46,7% acreditam que Aécio é o favorito, enquanto 42,5% afirmam que Dilma deve vencer.
A pesquisa avaliou a taxa de rejeição dos candidatos. De acordo com o levantamento, 40,7% responderam que não votariam de jeito nenhum em Dilma, contra 41% de rejeição a Aécio. Impressiona o aumento do índice de rejeição de Aécio nas últimas semanas.
Hoje, será divulgada ainda pesquisa do Instituto Datafolha. O levantamento é acompanhado pelo mercado financeiro, por ser esse instituto considerado um dos mais respeitados.
Na sondagem da semana passada, Aécio e Dilma estavam tecnicamente empatados, com vantagem para Aécio: 51% a 49% dos votos válidos.
Registrada no Tribunal Superior Eleitoral, seguindo uma determinação da lei eleitoral, a pesquisa da Confederação Nacional do Transporte ouviu 2.002 eleitores em 137 municípios entre os dias 18 e 19 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O PT QUE VÁ PARA PQP

Para: Francisco Melo de Oliveira
facebook


"O PT é o símbolo da corrupção", diz Villa | VEJA.com
veja.abril.com.br
Segundo o historiador e colunista de VEJA, Marco Antonio Villa, é necessário refundar o estado brasileiro da tamanha corrupção
Curtir · Comentar · Compartilhar

TIRE O DEDO

Indianara Carvalho, candidata a Miss Bumbum (Foto: Alexandre Ciccone / MBB4)

domingo, 19 de outubro de 2014

ENGORDA A PASTO

Engorda a pasto é um dos assuntos mais procurados pelos nossos leitores em nossa loja virtual. Você já visitou a nossa loja? Fica aqui o convite: http://loja.beefpoint.com.br/ 

Lá você encontra DVD's com o conteúdo dos Workshops e eventos do BeefPoint gravado na íntegra. São diversos assuntos, apresentados por especialistas de todo o Brasil. É uma oportunidade de você aprender e levar conhecimento para a sua empresa, fazenda e equipe.

Com os DVD's você pode ver e rever as palestras em qualquer momento, não precisa se deslocar e nem gastar com viagem/hospedagem, assiste a seção de perguntas e respostas com o palestrante e ainda, como bônus, você tem um cd com o áudio das palestras gravado para você ouvir durante uma viagem no seu carro e com isso, ganhar tempo e conhecimento :-)

Confira depoimento de quem já assistiu: "Gostei muito, por ser dinâmico, apresentar casos de sucesso, com isso consigo ver onde posso adaptar a minha realidade a experiência dos grandes e pioneiros em novas tecnologias". (anônimo)

Equipe BeefPoint